Skip Links: o que é e como implementá-lo?

Cada vez mais a acessibilidade na web se torna ferramenta essencial para uma boa experiência ao usuário. Consequentemente, contribuem para um bom posicionamento da empresa no Google. O Skip Links é uma ferramenta  que auxilia o usuário com deficiência visual a navegar nas páginas do site. Vamos entender como isso funciona?

Afinal, o que é Skip Links?

Se a usabilidade de um site já faz toda a diferença para quem não possui limitações visuais, imagina para quem é cego? Uma pessoa que enxerga normalmente, acessa um site e consegue ignorar as informações que não lhe importam. É muito fácil ir direto à página que lhe interessa, procurar uma determinada informação, fazer uma compra, etc. Mas você já parou pra pensar como um cego faria tudo isso?

Para navegar na internet, o deficiente visual costuma utilizar um sintetizador de voz, que lê o conteúdo para ele. No entanto, se um site não possui nenhuma tecnologia específica de acessibilidade, este usuário encontrará muita dificuldade para conseguir navegar.  É aí que entra o Skip Links!


Os Skip Links consistem em links internos de uma página para ajudar deficientes visuais a navegarem com mais facilidade. Quando um site utiliza esta tecnologia, através da tecla TAB, o usuário consegue navegar pelos elementos presentes na página (links, botões, formulários, etc.), conforme a ordem que eles são exibidos na página. Através das setas, é possível acessar as informações textuais.

Com o auxílio do teclado e comando de voz da página, o usuário consegue chegar até a opção ou conteúdo desejado de maneira simples e rápida e, é claro, sozinho.  Implementar o Skip Links em seu site demonstra que sua empresa se preocupa com a inclusão e conquista novos potenciais clientes.

Acessibilidade é fator de ranqueamento para o Google

Existe uma série de fatores que auxiliam no posicionamento do Google. A experiência do usuário sempre foi um dos principais pilares do SEO, que consiste em uma arquitetura concisa (aplicação correta de heading tags, estrutura de links clara, usabilidade e velocidade em dispostiivos móveis, etc.).

Sabendo disso, as empresas têm se preocupado cada vez mais em proporcionar uma melhor experiência para o usuário, mas ainda não contemplam o deficiente visual. Mas a acessibilidade também é um fator muito importante para ranqueamento do Google (tá certo que essa não deveria ser a verdadeira motivação para implementar o Skip Links, né?).

Atualmente, cada vez mais os usuários se sentem à vontade para realizar tarefas na web. Por isso, mais do que ser informativo, um site deve ser inclusivo. Existem milhares de pessoas no mundo com algum tipo de deficiência, ao possibilitar que naveguem no seu site irá aumentar a visibilidade, acessibilidade e atender a todos os usuários. 

Como implementar o Skip Links?

Existem algumas formas de fazer isso, mas a maneira mais fácil é criar um link “pular para conteúdo” é colocá-lo no topo da página, que deve ser exibido quando o usuário acionar a tecla TAB. Coloque o link correspondente no início do conteúdo principal.

É importante é garantir que o link seja um dos primeiros itens que os sintetizadores encontrem para orientar o usuário na navegação.

Por exemplo:

O link é o primeiro item da página. A âncora ou destino do link (para onde o link vai direcionar o usuário) é colocada no início do conteúdo principal.

<body>
<a href=”#maincontent”>Pular para conteúdo</a>

<main id=”maincontent”>
<h1>título da página</h1>
<p>Esse é o primeiro parágrafo</p>

É importante ressaltar que existem outras formas de implementar o Skip Links em seu site, e esta é a forma mais simples. Além disso, você também pode ir além e implementar outros recursos de acessibilidade, como personalização do tamanho da fonte, ajustes de cores e de contraste. O site da companhia aérea Gol é uma excelente referência, que incluiu estas e outras facilidades para a navegação.

Caso tenha ficado com alguma dúvida, fale conosco. Até a próxima! 🙂

This entry was posted in Geral. Bookmark the permalink.