E-mail marketing político: porque e como utilizar?

E-mail Marketing Político

Um dos impasses que os candidatos e sua equipe enfrentam é: como utilizar o e-mail marketing político. Todos sabemos da importância de estar conectado com os eleitores, e que o e-mail marketing pode ser uma ótima opção. Porém, poucos sabem como criar uma estratégia que realmente tenha resultados.

O foco do e-mail marketing é estabelecer um relacionamento, criando um canal de comunicação com o eleitor. Essa ferramenta, quando utilizada de maneira correta, traz muitos benefícios para a campanha política, e para a imagem do candidato. Possibilita que o eleitorado conheça o trabalho do político, tenha informações em primeira mão, criando uma rede de apoiadores.

Porque utilizar e-mail marketing político?

Através dele o candidato pode se aproximar do eleitorado, direcionando mensagens segmentadas aos públicos. Isso garante mais precisão, pois diferente das redes sociais, a sua mensagem será entregue ao destinatário desejado, no momento oportuno, com o conteúdo direcionado. Além disso, uma boa estratégia de e-mail marketing político, pode melhorar o posicionamento digital do candidato, favorecer a sua imagem e atrair novos eleitores.

Como utilizar o e-mail marketing político a favor?

A primeira coisa que se deve ter em mente para ter um campanha de e-mail marketing político bem sucedida é: não comprar lista de e-mails. As listas de e-mail prontas podem ser muito prejudiciais para uma campanha. A mensagem corre risco de ser considerada Spam. Isso acontece porque o destinatário não se cadastrou para receber aquele conteúdo, ou seja, não buscou por aquela comunicação. Além de ser algo invasivo, pode lesar a imagem do candidato.

O segundo ponto é: para que a campanha de e-mail marketing político seja um sucesso, os objetivos devem ser definidos da maneira mais clara possível. Definindo o que se busca com essa ação, por exemplo:

–  Relacionamento: aproximação com os eleitores, mostrando o que o candidato já fez, suas propostas, divulgando informações relevantes e estabelecendo um diálogo com sua lista;

– Consolidação da imagem: fortalecer o nome e a imagem do candidato na mente dos seus eleitores;

– Pesquisa: investigar sobre a opinião do eleitor acerca de um tema importante através do diálogo ou formulário;

– Aumentar o número de seguidores nas redes sociais: direcionando do e-mail marketing para a fanpage do Facebook ou Perfil do Instagram;

A partir do momento que se define os objetivos, é possível desenvolver metas e ações específicas. Para uma estratégia de e-mail marketing sólida e coesa, também é preciso se atentar a outros pontos importantes, como o conteúdo, e a mensuração.

Conteúdo do e-mail marketing político:

O ideal é entregar a informação da maneira mais clara, direta e objetiva nas mensagens. Faça a segmentação da sua lista! Assim você pode preparar conteúdos personalizados, com uma linguagem diferenciada de acordo com o sexo, região, idade, e classe social de seus contatos.

Existem também alguns tipos de e-mail que podem ser enviados. Os mais comuns são: e-mail transacional, e-mail de divulgação, e newsletter. Cada tipo de e-mail deve estar alinhado com o objetivo definido, tendo também, um conteúdo diferente. Conheça um pouco mais sobre:

E-mail transacional:

São e-mails de divulgação enviados de forma automática de acordo com as informações da lista, ou da ação do contato. Existem algumas situações em que é comum a utilização deste tipo de e-mail, como por exemplo: datas festivas (dia das mães, dos pais, das crianças, etc); agenda do candidato (dia, horário e endereço de algum evento público), avisos sobre programação de evento, entre outros. Claro, sempre utilizando listas segmentadas.
Um dos benefícios do envio de e-mails transacionais, é a troca de informações em tempo real, tanto para desktop quanto para dispositivos mobile. Além disso, ele estabelece um contato maior com o eleitor, gerando confiança.

E-mail de divulgação:

Através deste e-mail o candidato poderá divulgar sua campanha, além de angariar votos. Para isso, o conteúdo deve ser muito bem pensado, se tornando relevante e engajando os eleitores. É interessante divulgar suas propostas, responder às solicitações da população, contar sua história, falar sobre a sua jornada. Tudo para que o eleitor se sinta acolhido, e próximo ao candidato.

Ações como essa, além de baixo custo, atingem um número maior de pessoas com efetividade (quando segmentada). Também fortalece a imagem do candidato, e o aproxima de seu público-alvo.

Newsletter:

Através da newsletter, são enviadas informações relevantes para o público-alvo. Divulgando notícias relacionadas a campanha, região que o candidato atua ou pretende atuar, informações e propostas sobre educação, saúde, lazer, segurança pública, transporte, e etc. Além disso, é possível oferecer algumas “vantagens” para o destinatário de forma gratuita. Como, por exemplo, um e-book sobre assunto de interesse daquele público segmentado.
Existem muitas vantagens ao fazer o envio de newsletter, entre eles estão: fortalecimento da imagem do candidato, ganhando confiança do eleitorado ao ser sempre lembrado, e um aumento na base de dados.

Agora que você já conhece as inúmeras vantagens da utilização do e-mail marketing político, e já sabe o quanto ele pode ser útil para uma campanha eleitoral, bora aderir? Se precisar de ajuda a Whip está pronta para te auxiliar, da estratégia à implementação!

This entry was posted in Conteúdo, Geral and tagged . Bookmark the permalink.