5 erros técnicos que podem comprometer a performance do seu site

Você já parou para pensar quais são os erros técnicos que prejudicam a confiabilidade do seu site frente ao cliente? Talvez você não saiba quais são mas, nesse texto, vamos enumerar alguns deles, e mostrar como você pode evitar que eles venham a prejudicar a reputação do site aos olhos dos mecanismos de busca ou interferir negativamente na medição de resultados. Vamos a eles?

Não configuração de protocolos de erros e páginas personalizadas

É um erro encontrado com freqüência. Muitas vezes a equipe que desenvolve o site se preocupa com layout, programação, etc, mas esquece das mensagens de erro. Aquelas que colaboram para que o cliente possa se recuperar do erro.

página de erro 404

Página de erro 404 da whip

Alguns servidores já possuem configurações padrão para erros 404, 503, dentre outros, importantes para ajudar quem está navegando em seu site se recuperar de um problema. O que recomendamos é a personalização dessas páginas. Por exemplo, um cliente pode clicar em uma URL de um anúncio seu, mas o link pode estar quebrado. O que vai acontecer então? Ele deve receber uma mensagem com opções do que fazer.

Para auxiliar nessa tarefa, consulte a lista completa de códigos de status HTTP e personalize aqueles que colaboram para ajudar o seu cliente a se recuperar de um problema no site.

Servidores com baixo uptime

Uptime significa o tempo que o servidor de hospedagem fica no ar, ou seja, o tempo que seu site está carregando normalmente. O tempo de um site fora do ar é chamado downtime.

Assim, um site que não cai terá uptime de 100%. Conforme a quantidade de vezes que ele cai, o uptime vai caindo também. Isso é especialmente ruim porque dá uma característica de amadorismo ao seu negócio. Imagine, o cliente entrando em seu site neste momento. Faça-se a seguinte pergunta: há motivos para o Google posicionar de forma relevante as páginas de um site que está sempre fora do ar?

Uma ferramenta bacana para monitorar o uptime do seu servidor/site é o UptimeRobot. Fuja desse tipo de problema!

Páginas lentas demais

O site está lento e demora para carregar os elementos das páginas? Seguramente podem existir problemas de elementos carregados no HTML que, por conseqüência, atrasam o download de toda a página.

Você pode usar o webpagetest.org para testar a velocidade das suas páginas e verificar os itens que mais “pesam” na hora do carregamento.

Sitemap.xml sem URL absoluta

É um problema de fácil resolução, mas como garantir que todas as URLs do site sejam indexadas? O que acontece é que em alguns casos chegamos a encontrar mensagens de erro do Google, ao tentar validar o o sitemaps.xml onde em sua estrutura a URL de páginas e produtos não era absoluta.

Mas como assim?

Pense que a anatomia de uma URL absoluta consiste em algumas partes que formam uma estrutura lógica. Por exemplo: http://www.exemplo.com.br/loja/tv

  • http:// – Protocolo
  • www – World Wide Web
  • Exemplo – Domínio
  • .com – Top level domain (TLD)
  • .br – Código do país (TLD)
  • /loja – Pasta
  • /tv – Página

A URL no sitemap precisa ter todos esses elementos. Ou seja, temos aí a URL absoluta e não uma parte dela somente.

Declaração recomendada de uma url no sitemap.xml:

<url><loc>http://www.exemplo.com.br/pagina1</loc></url>

Declaração em que podem ocorrer erros:

<url><loc>/pagina1</loc></url>

Ou seja, nos casos onde encontramos erros, o desenvolvedor fez com que seu sistema ignorasse protocolo e domínio. Quer saber mais sobre sitemap.xml ? Acesse Sitemaps.org e confira instruções completas sobre como construí-lo da forma correta.

Tagueamento quebrado

Trata-se de um problema que afeta diretamente a medição de resultados. Às vezes, por questões que envolvem: o modelo de inserção de tags no site, particularidades programáticas de plataformas, entre outros problemas, o tagueamento básico de Google Analytics, Google Search Console para de funcionar.

Há um plugin bem bacana que ajuda você nessa questão, é o Google Tag Assistant. Ele ajuda você a verificar a utilização das tags básicas do Google em seu site.

Já fez o download do nosso Checklist de SEO? Ainda não?! Então baixe agora mesmo e verifique também outros itens importantes do seu site.

Esperamos que as dicas desse post possam contribuir de alguma forma para o fortalecimento de seu negócio. Até mais!

This entry was posted in E-Commerce, Geral, SEO. Bookmark the permalink.